Opinião Positiva da EFSA para o Ingrediente Biomin® BBSH 797 de Mycofix® para Todas as Espécies Avícolas

Biotransformação genuína

"Estudos in vitro e in vivo mostraram que a inclusão do aditivo na dose recomendada de 1,7 x 108 UFC/kg foi eficaz na redução da contaminação dos alimentos por desoxinivalenol (DON), quando administrado a espécies avícolas com uma produção concomitante do metabolito de-epoxi menos tóxico," constava na Opinião da EFSA.

Além de estudos in vitro e ex vivo, a eficácia foi comprovada por estudos in vivo em frangos e perus para engorda e galinhas poedeiras. Em todos os três, a inclusão do aditivo fez com que a concentração de DON nas excretas ficasse no ou abaixo do nível verificado no grupo controle não contaminado.

Proteção absoluta

“Esta é uma etapa promissora para obter autorização adicional na UE para Biomin BBSH 797. Instruções rigorosas da EFSA estabelecem um padrão elevado para fabricantes de aditivos. A BIOMIN é a única companhia que tem fornecido dados in vivo suficientes para comprovar a eficácia do produto e receber autorização na UE para desativação de micotoxinas,” declarou Ursula Hofstetter, Diretora do Centro de Competência para Micotoxinas na BIOMIN.

A EFSA recentemente publicou uma opinião científica positiva sobre a segurança e eficácia de outro ingrediente Mycofix® — FUMzyme® — para aplicação em alimentos para todas as espécies avícolas, em novembro de 2016.

A ameaça por micotoxinas

Conforme achados científicos recentemente publicados(1), mais de 79% de 1113 alimentos e amostras de matérias-primas testadas continham desoxinivalenol. Desoxinivalenol, um membro da família dos tricotecenos também conhecido como vomitoxina, é uma micotoxina bem conhecida que está relacionada à recusa de alimentos, prejuízo da saúde intestinal, diarreia e evacuações pastosas, menor resistência a agentes estressantes ambientais e microbianos e maior suscetibilidade a doenças.

Segurança comprovada

Biomin® BBSH 797 mostrou ser seguro para aves. Segundo a opinião, "Frangos para engorda, perus para engorda e galinhas poedeiras não exibem efeitos adversos quando o aditivo é acrescentado a dietas em concentrações correspondendo a 10x ou 1000x a dose recomendada." Além disso, o “Painel FEEDAP conclui que o aditivo é seguro para o consumidor e o meio-ambiente."

Método de escolha

Devido à estrutura molecular dos tricotecenos, substâncias adsorventes ou aglutinantes não são efetivas para contrapor-se aos tricotecenos. Biomin® BBSH 797 é o primeiro microrganismo autorizado na UE que biotransforma tricotecenos em metabolitos inofensivos.

“Uma coisa que torna Mycofix® único é a estratégia de biotransformação, que tem se revelado consistentemente segura e eficaz,” disse a Srta. Hofstetter. A biotransformação transforma micotoxinas não absorvíveis em substâncias inofensivas, sem quaisquer efeitos colaterais para o gado.

Sobre Mycofix

Mycofix® representa o produto de amplo espectro mais inovador para o controle do risco de micotoxinas no gado. Ele desencadeia uma estratégia de três fases, incluindo biotransformação, adsorção e bioproteção. Biomin® BBSH 797 é o primeiro microrganismo autorizado na UE que biotransforma tricotecenos em metabolitos inofensivos. Recebeu autorização inicial na UE para suínos em 2013.

(1) Kovalsky et al. Co-Occurrence of Regulated, Masked and Emerging Mycotoxins and Secondary Metabolites in Finished Feed and Maize—An Extensive Survey. Toxins 2016, 8, 363.