Vá para o conteúdo
Voltar para ínicio

AquaStar®

Rápido crescimento em um ambiente melhorado

AquaStar® é a mais completa linha de probióticos no mercado e inclui produtos para incubatório, fábricas de rações e outros setores da produção.

Gut Performance Management

A abordagem multiespécie explora as sinergias e os modos de ação complementares entre diferentes espécies bacterianas, o que garante ao produtor ótimos benefícios.

Principais benefícios

Melhora a sobrevivência

Exclui competitivamente os patógenos

Melhora o desempenho de crescimento

Melhora a qualidade da água

Ao eliminar os metabólitos tóxicos

Melhora os sedimentos do tanque

Reduz os resíduos orgânicos no ambiente do tanque

Melhora a produtividade do tanque

A ciência por trás de AquaStar® – Modo de Ação

 

 

As cepas presentes em AquaStar® são capazes de excluir competitivamente uma ampla gama de patógenos da aquicultura, Gram-negativos e Gram-positivos (Tabela 1).

Tabela 1: A exclusão competitiva de patógenos* pelos probióticos presentes em AquaStar®
PatógenoEnterococcus sp.Pediococcus sp.Lactobacillus sp.Bacillus sp.
A. hydrophila51 - 75%51 - 75%51 - 75%26 - 50%
A. salmonicida76 - 100%76 - 100%76 - 100%1 - 25%
E. tarda76 - 100%51 - 75%76 - 100%26 - 50%
F. indologenes76 - 100%76 - 100%76 - 100%26 - 50%
P. fluorescens0%0%0%1 - 25%
S. agalactiae51 - 75%51 - 75%51 - 75%26 - 50%
S. iniae51 - 75%51 - 75%51 - 75%76 - 100%
V. alginolyticus51 - 75%26 - 50%51 - 75%51 - 75%
V. diazotrophicus51 - 75%26 - 50%51 - 75%1 - 25%
V. harveyi51 - 75%51 - 75%51 - 75%26 - 50%
V. parahaemolyticus76 - 100%76 - 100%76 - 100%26 - 50%
Y. ruckeri76 - 100%51 - 75%76 - 100%76 - 100%

Colonização do intestino

Para colonizar o intestino efetivamente, os probióticos devem ser capazes de se aderir às células epiteliais intestinais, chamadas de enterócitos. Assim que isso acontece, eles podem excluir competitivamente os patógenos invasivos e interagir com o sistema imunológico do hospedeiro. As cepas de AquaStar® podem se ligar efetivamente aos enterócitos de peixes, demonstrando a eficácia de sua habilidade de colonização (Figura 1).

Figura 1: Habilidade dos probióticos presentes em AquaStar® de se fixarem às células epiteliais do intestino de peixes.O valor representa o número de células probióticas que podem se fixar a um único enterócito.

Resistência a doenças

A Figura 2 mostra a sobrevivência de camarões-brancos (Litopenaeus vannamei), com e sem AquaStar®, após um desafio com Vibrio parahaemolyticus.

Figure 2: Mortality of shrimp fed control (grey) or AquaStar® (green) diets after a V. parahaemolyticus immersion challenge
Figura 2: Mortalidade de camarões alimentados com dietas controle (cinza) ou dietas suplementadas com AquaStar® (verde) após um desafio por imersão com V. parahaemolyticus.

Produção de enzimas

Bacillus spp. são bem conhecidas por sua habilidade de produzir enzimas. No intestino, as enzimas podem contribuir para melhorar a digestibilidade dos nutrientes e reduzir a CA. Se aplicadas na água, podem decompor a matéria orgânica presente no ambiente, facilitando a liberação de componentes altamente digeríveis e prevenindo o acúmulo de sedimentos tóxicos. Esse efeito pode ser ainda mais estimulado pela adição de misturas de enzimas, como ocorre em AquaStar® PondZyme.

Porém, a habilidade das bactérias do gênero Bacillus spp. de produzir enzimas é altamente variável e a cepa escolhida para os produtos AquaStar® demonstrou a maior atividade combinada de protease, amilase e celulase (Figura 3).

Figure 3: Enzyme production (protease, amylase and cellulase) of multiple Bacillus spp. candidates.
Figura 3: Produção de enzimas (protease, amilase e celulase) de vários candidatos do gênero Bacillus spp. A marcação em vermelho indica a cepa escolhida para os produtos AquaStar®.

Controle de resíduos de nitrogênio

A amônia (NH3), o nitrito (NO2-) e o nitrato (NO3-) são tóxicos para as espécies aquáticas. As cepas presentes em AquaStar® Pond e AquaStar® PondZyme podem reduzir significativamente esses metabólitos, em diversas condições ambientais (Figura 4).

Figure 4: The concentration of N-waste with AquaStar®, after 0, 24 and 48 hours in aerobic and anaerobic conditions
Figura 4: Concentração de resíduos de N com AquaStar® após 0, 24 e 48 horas em condições aeróbicas e anaeróbicas

Remoção de sulfeto de hidrogênio

O sulfeto de hidrogênio (H2S) é gerado à medida que a matéria orgânica se decompõe e é extremamente tóxico mesmo em concentrações muito baixas. As cepas presentes em AquaStar® podem reduzir a abundância de H2S na água e sedimentos (Figura 5).

Figure 5: The concentration of H2S after 216 hours, relative to 0 hours, with AquaStar® (light blue) and without (dark blue)
Figura 5: Concentração de H2S após 216 horas, relativa a 0 horas, com (azul claro) e sem (azul escuro) AquaStar®

Aplicação

A dosagem e aplicação dependem do produto.

AquaStar® Hatchery

Aplicação: Dissolva completamente em água sem cloro (proporção mínima de 1:20).

Dosagem: 2-5 g/1.000 L ou 100.000 larvas, pelo menos uma vez ao dia

AquaStar® Growout

Aplicação: Dissolva completamente em água sem cloro. Aplique sobre a ração (top dressing) e misture.

Dosagem: 1-5 kg/ton de ração, de acordo com a fase de desenvolvimento e as condições de cultivo

AquaStar® Pond

Aplicação: Dissolva completamente em água sem cloro (proporção de 1:30).

Dosagem: Aplicar de 0,5 – 2,0 kg/h a cada 5 a 28 dias dependendo do sistema de cultura e densidade animal.

AquaStar® PondZyme

Aplicação: Dissolva completamente em água sem cloro (proporção de 1:30).

Dosagem: Utilizar a dosagem de 0,3 – 1,0 kg/h a cada 5 a 28 dias dependendo do sistema de cultura e densidade animal.

Certas afirmações podem não ser aplicáveis em todas as regiões geográficas. As declarações relacionadas ao produto podem diferir de acordo com as exigências governamentais.A disponibilidade do produto pode variar de acordo com o país. Entre em contato com a BIOMIN para mais informações.

Leia mais sobre AquaStar®

Entre em contato!

Tem perguntas sobre nossos produtos e/ou serviços?